Quer recomendar produtos tão bem quanto a Amazon? Utilize a tecnologia de graça

Udacity Brasil
2 de abr de 2018

Será que eles estão lendo minha mente? Quem já comprou algo na Amazon conhece esse sentimento. Suas recomendações de produtos são famosamente precisas – às vezes assustadoramente precisas.

O que está por trás desse motor é um sofisticado framework de inteligência artificial chamado DSSTNE (pronunciado como “destiny” em inglês), que está disponível em código aberto pela empresa para qualquer um que esteja interessado – mesmo que seja para fins comerciais.

“Estamos lançando o DSSTNE como um software de código aberto para que a promessa do deep learning possa se extender além da compreensão de discurso e reconhecimento de objetos rumo a outras áreas, como buscas e recomendações”, explicou a empresa em sua página do GitHub.

“Esperamos que pesquisadores ao redor do mundo possam colaborar para melhorá-lo. E o mais importante: esperamos que isso incentive a inovação em muitas outras áreas.”

E por que a Amazon abriria mão de uma exclusividade como essa? A resposta é: para aprimorar a tecnologia mais rápido. Com tantas mentes curiosas trabalhando pelo mundo para inovar dentro desse sistema, algo que diretamente beneficia os profissionais da empresa, os prós de abrir essa cortina rapidamente superarão os contras.

Afinal, não interessa se uma melhoria veio do Afeganistão, do Chile ou do Vale do Silício: o que vale é o resultado em si.

Além do DSSTNE, interessados em tecnologias abertas do tipo também podem acessar os códigos abertos de outras gigantes, como o TensorFlow do Google, CNTK da Microsoft e TensorFlowOnSpark do Yahoo.