6 razões para aprender Kotlin

Adam Lane
12 de jun de 2018

Muitas grandes empresas, como Pinterest, Netflix, Lyft e Capital One (e a própria Udacity!), abraçaram Kotlin. E desde que o Google anunciou seu apoio oficial à Kotlin para desenvolvimento Android, o interesse pela linguagem tem crescido enormemente.

Agora a Udacity, em parceria com o próprio Google, tem um curso sobre o tema: Bootcamp de Kotlin para programadores, também disponível em português. Trata-se de um curso gratuito em que você aprenderá os fundamentos para construir seus próprios projetos em Kotlin.

E por que aprender Kotlin? Neste artigo, elencaremos os benefícios e explicaremos porque você deve considerar seriamente adicionar essa habilidade ao seu currículo.

Assista ao webinar: As novidades do evento Google I/O 2018

6 razões para aprender Kotlin

1. Experiência com Kotlin está em alta

O Realm Report, que pesquisa quais são as linguagens que desenvolvedores do mundo inteiro usam, declarou que 2018 seria "o ano de Kotlin". Segundo o estudo, 20% dos apps construídos em Java antes da Google I/O 2017 são agora feitos em Kotlin.

Esse crescimento se reflete na demanda crescente de empresas por profissionais que saibam programar em Kotlin. Basta uma olhada no Glassdoor, plataforma de vagas americana, para descobrir que muitos cargos de "Desenvolvedor Android" em grande empresas agoram listam experiência com Kotlin como pré-requisito.

O Realm prevê que Kotlin será a linguagem dominante para Android até o fim de 2018, então a demanda por programadores que tenham essa habilidade certamente vai continuar nessa toada notável de crescimento.

E não é só em Android! A ITJobsWatch descobriu que o número de vagas que exigem Kotlin pulou 345 lugares em seus rankings de todos os papeis de TI nos últimos seis meses. Isso incluiu os cerca de 20% das vagas que estavam buscando por Kotlin em combinação com habilidades de desenvolvimento server-side, como Spring e AWS.

Leia: As 5 linguagens de programação mais queridas de 2018: conheça o perfil de cada uma

2. Você vai se tornar um desenvolvedor mais rápido

Kotlin exige menos linhas de código para fazer a mesma coisa que outras linguagens de programação. Trata-se de uma linguagem inerentemente concisa, então pode resolver muitos problemas comuns em apenas algumas linhas.

Por exemplo: você pode filtrar uma lista com uma expressão lambda da seguinte maneira:

val positiveNumbers = list.filter { it > 0}

E se quiser um singleton, basta simplesmente criar um objeto com:

object ThisIsASingleton {
 val companyName: String = “JetBrains”
}

Kotlin mantem as coisas breves ao adicionar abstrações concisas e poderosas que não afetam a legibilidade do código que você cria. Isso significa que você pode programar rapidamente e passar menos tempo revisando, deixando tempo para entregar features adicionais que seus usuários pedem. Essa frase de um artigo do Techbeacon.com explica esse benefício com clareza:

"Desenvolvedores amam códigos limpos, concisos. Menos código leva menos tempo para escrever, menos tempo para ler e é menos suscetível a bugs... [JetBrains, a organização que criou Kotlin] entendeu a dor que desenvolvedores enfrentam no dia a dia e, com Kotlin, tentou enfrentá-la."

3. Você vai aprimorar a qualidade de seus apps

Kotlin melhora a qualidade de seus apps através de features de segurança que foram projetados para reduzir o número de bugs e falhas no sistema. Por exemplo: a linguagem tem um sistema de tipos forte baseado em null-safety. Isso significa que, por definição, as variáveis não podem ser nulas, então você pode encontrar mais erros durante a compilação antes de enviar para usuários.

Isso é muito útil. Referências nulas foram famosamente chamadas de "erro de um bilhão de dólares" por seu inventor, Tony Hoare. Isso devido aos inúmeros erros computacionais e quedas de sistemas que causaram desde sua criação, em 1965.

4. Você pode usá-la com bibliotecas de Java

Kotlin é 100% interoperável com Java, então os apps que você já construiu podem migrar para Kotlin de maneira incremental. Você não precisa parar de usar Java: pode usar ambos!

As funções de extensão dão um jeito de adicionar funcionalidade às classes existentes (mesmo classes de Hava) sem exigir uma reescrita completa. Isso significa que você pode aproveitar os features poderosos de Kotlin sem precisar abandonar todas as habilidades que ganhou enquanto criava apps que já existem.

5. É oficialmente apoiada pelo Google

O Google anunciou seu apoio oficial ao Kotlin durante a Google I/O 2017, dizendo que era uma linguagem brilhantemente projetada, madura e que tornaria o desenvolvimento Android mais veloz e divertido.

"Muitos desenvolvedores nos disseram que amam a linguagem Kotlin. (Muitos de nossos próprios desenvolvedores no time de Android têm dito coisas similares.) A comunidade Android falou e nós escutamos", escreveu a empresa em um anúncio.

Apenas um ano depois, durante a Google I/O 2018, a empresa divulgou que 35% dos desenvolvedores profissionais usam Kotlin, que o desenvolvimento de aplicativos na linguagem está crescendo e que o comprometimento da Google era d elongo prazo.

Esse compromisso significa que o Android Studio 3.0 suporta Kotlin totalmente, então você pode começar sem precisar aprender uma ferramenta nova. Pode converter entre códigos em Java e Kotlin através de um simples clique dentro do Android Studio.

6. Há muitos recursos para fortalecer suas habilidades

Qualquer um que já usou Java vai achar a funcionalidade de Kotlin muito reconhecível, então aprendê-lo é algo bem direto. Há muitos ótimos recursos disponíveis para aprender rapidamente a sintaxe básica e outros tópicos mais avançados.

Comece pelas referências da linguagem e tente resolver alguns Kotlin Koans (exercícios interativos concebidos para ajudar desenvolvedores a se familiarizarem com a linguagem). A comunidade de desenvolvedores Kotlin é uma grande fonte de recursos para expandir seus conhecimentos e está crescendo rapidamente. O canal de Slack de Kotlin é particularmente ativo e consistentemente recomendado por novos desenvolvedores.

Os benefícios profissionais e de negócios para aprender Kotlin são atraentes. Ele melhora a produtividade de desenvolvedores, torna o debugging mais fácil (porque há menos código para inspecionar) e aumenta o ritmo do desenvolvimento de apps.

Também é fácil de aprender e pode ser usado dentro de apps que já existem por conta de sua interoperabilidade com Java. Essas vantagens explicam porque é um hit tão grande entre desenvolvedores.

Se você já está pronto para aprender Kotlin, inscreva-se no curso gratuito de Kotlin feito pela Udacity em parceria com o Google e comece hoje!

Leia também:

Artigo originalmente publicado no blog americano da Udacity