15 de nov de 2017

4 características de um desenvolvedor de alta performance

Udacity Brasil

Ser reconhecido pelo mercado como um desenvolvedor de alta performance não é um objetivo fácil de alcançar. Demanda tempo, estudos e aplicação para chegar ao status de ser valorizado e disputado pelas empresas de tecnologia, sejam elas brasileiras ou estrangeiras.

Daniel Melo pode se considerar um destes exemplos de profissionais que se destacam em seu trabalho. Formado em publicidade, ele é autodidata em programação, o que o ajudou a construir uma carreira promissora e acumular conhecimentos que são extremamente desejados por quem contrata.

Porém, Daniel também recorreu a cursos que lhe trouxeram o máximo possível de aprendizados e aumentaram o nível de exigência para o seu desenvolvimento como programador.

Neste post, contaremos um pouco sobre a trajetória de Daniel, como o curso Nanodegree da Udacity impulsionou sua carreira e quais são as características de um desenvolvedor de alta performance.

Da programação como hobby ao cargo de CEO

Apesar de ser publicitário, Daniel Melo se define “antes de tudo, como um desenvolvedor front-end apaixonado e designer da web”. Porém, o jovem mineiro é também um empreendedor, atuando como gerente de negócios e marketing.

A trajetória de Daniel na programação, contudo, teve início ainda na infância. Aos 12 anos, ele começou a programar sites como um hobby. “Crescer sabendo como criar o front-end fez toda a diferença na minha carreira. Eu pude trabalhar como um web designer enquanto eu ainda era estudante universitário”, afirma.

Durante o curso de Publicidade e Propaganda, Daniel trabalhava como freelancer na criação de sites e iniciou sua carreira como Analista de Marketing. Posteriormente, foi estagiário de marketing na maior companhia de televisão do Brasil, onde julga que acumulou grandes aprendizados profissionais.

Entretanto, o sonho de estar à frente de um negócio próprio o levou à criação de uma empresa em 2010, ainda no último ano da faculdade. Inicialmente, atendia clientes para os quais trabalhava como freelancer e, mesmo sem um diploma, se tornou CEO.

Daniel formou-se então em Publicidade e Propaganda aos 21 anos, com 2 prêmios por um projeto de pesquisa de um social game criado para uma ONG. Cerca de dois anos depois, ele já havia desenvolvido mais de 30 sites de alta qualidade.

Naquela época, ele prospectava os clientes e ainda projetava e desenvolvia o front-end de um software em nuvem para a maior empresa privada da América Latina, com mais de 5.300 usuários diários.

Como o Nanodegree impulsionou a carreira de um desenvolvedor

Como vimos, a trajetória de Daniel Melo na programação começou cedo. No entanto, isso não significa que pessoas que não iniciaram os cursos de programação com antecedência não conseguem aprender o suficiente para alcançar bons postos de trabalho.

Cursos — como os oferecidos pela Udacity — são fundamentais para o aprendizado e para o crescimento de desenvolvedores de alta performance. Além disso, o Nanodegree é um ótimo ponto de partida para quem busca escrever as primeiras linhas de código ou tem receio de que seu conhecimento já não acompanha mais as novidades do mercado.

Ainda que já estivesse familiarizado com programação desde a infância, Daniel recorreu à Udacity para se atualizar. As metodologias dos programas Nanodegree o auxiliaram a aprender de forma mais ágil e fácil, colocando em prática os conhecimentos adquiridos por meio de projetos.

“Criei minha própria empresa e comecei a ficar cada vez menos envolvido com programação. Estava mais focado em gestão. Senti que precisava voltar e aprender tudo novamente, além de aprender mais. Embora eu já soubesse muito sobre programação, fazia muitas coisas erradas. E, mesmo que você se considere um profissional experiente, você aprenderá da melhor forma e de diferentes maneiras”, avalia Daniel ao falar sobre o período em que foi aluno da Udacity.

Todo o aprendizado obtido nas aulas é ratificado em revisões de código, o que faz com que o estudante entenda quais são suas dificuldades e o que pode ser aprimorado. “A Udacity está revolucionando a educação. Você não está apenas assistindo a vídeos e tentando fazer sozinho. Eles vão analisar o seu código e revisá-lo”, ressalta.

Com o conhecimento adquirido no programa Nanodegree, Daniel passou a ser reconhecido pelo mercado como um desenvolvedor de sucesso e recebeu ofertas de empresas nacionais e estrangeiras. Porém, quais são as características de um profissional que chegou a este patamar?

Como se tornar um desenvolvedor de alta performance

Estudar constantemente e se manter atualizado são pontos fundamentais para profissionais de tecnologia. Mas, afinal, quais são as características de um desenvolvedor de alta performance? Podemos enumerar 4 delas:

1. Otimização e resolução de problemas

Mais do que focar na resolução de problemas, um desenvolvedor de alta performance deve entender quais são as falhas que devem ser solucionadas. Desse modo, há o aumento de eficiência e a otimização do tempo destinado a encontrar as soluções que, de fato, vão beneficiar os usuários.

"Não é necessário focar apenas em solucionar o problema, mas entender se aquele problema realmente existe e se não há outras formas de atingir o mesmo objetivo. Muitas soluções desenvolvidas são desnecessárias e geram perda de tempo. Portanto, é preciso avaliar requisitos, entender problemas e identificar quais são as soluções", destaca Daniel.

2. Conhecimento voltado para aplicação prática

Para ser desenvolvedor, é necessário estudar incessantemente e saber aplicar aquilo que é aprendido. Esse é um dos principais trunfos dos programas Nanodegree, que levam os estudantes a colocarem em prática tudo aquilo que é ensinado.

Porém, é importante adquirir novos conhecimentos em tempo hábil para solucionar os problemas e não parar de aprender. "É preciso saber pesquisar e identificar onde encontrar soluções. Muitos problemas já foram vivenciados por outros programadores. Se o desenvolvedor souber fazer buscas em inglês, o volume de respostas será ainda maior", comenta Daniel.

3. Sede por conhecimento

"Quem quer ser desenvolvedor tem de estar atento a tudo. As coisas mudam muito rápido", alerta Daniel. Baseado nesse raciocínio, um desenvolvedor de sucesso deve estar atento às tendências do mercado, buscar atualizações e conferir aquilo que pode gerar novas oportunidades.

Todavia, Daniel aponta que a tendência do mercado de tecnologia é a busca por especialistas. Assim, é melhor se dedicar àquilo em que o desenvolvedor deseja ser um expert. "Não há como acompanhar tudo. É necessário focar naquilo que você quer ser o melhor. Não é válido estudar muito aquilo que não será o seu foco", observa o profissional.

4. Raciocínio lógico rápido e eficiente

A eficiência de um desenvolvedor de alta performance depende ainda da capacidade de solucionar problemas com agilidade. "Isso é fundamental. Se o desenvolvedor não tem raciocínio lógico rápido, ele não resolve problemas. É necessário ter a compreensão de que, em programação, algumas coisas darão errado. E, se você não tiver percepção rápida dos erros, as outras pessoas de uma equipe não vão te querer lá", alerta Daniel.

Além de ser um entusiasta da programação, Daniel é também um empreendedor. Isso o leva a ser mais um empresário em busca de desenvolvedores. Na avaliação do publicitário, os cursos Nanodegree são um grande trunfo para os profissionais que disputam vagas no mercado de tecnologia. “É muito difícil contratar pessoas qualificadas para empresas de tecnologia. Os cursos da Udacity são focados no mercado — e essa é a melhor parte”, afirma.

Quer entender melhor o que foi aprendido por Daniel com a Udacity? Aproveite e conheça o Nanodegree Desenvolvedor Web Front-End!


Sobre o autor
Udacity Brasil

A Udacity, conhecida como a "Universidade do Vale do Silício", é uma plataforma online e global que conecta educação e mercado para ensinar as habilidades do futuro – de data science e marketing digital à inteligência artificial e desenvolvimento. Hoje, há mais de 7 mil alunos ativos no país e 50 mil pelo mundo.