5 de nov de 2018

Como estudar online? Graduados da Udacity explicam como escolheram e conduziram seus cursos

Udacity Brasil

Estudar online é uma maneira cada vez mais frequente de se atualizar em relação às novas habilidades em alta e também de demonstrar para o mercado que uma pessoa vai em busca das próprias oportunidades e curiosidades. Assim como um bom estudo presencial, no entanto, o estudo online exige dedicação e cuidado – com o adendo de uma dose extra de disciplina, visto que é preciso motivar-se constantemente para atingir seus objetivos.

Só no Brasil mais de 4 mil pessoas já conseguiram seus certificados em programas Nanodegree diversos da Udacity, de especializações em inteligência artificial a Design Sprint e, ao longo do caminho, descobriram como tornar esse processo mais fácil e natural. Confira abaixo os conselhos de algumas delas.

Escolha o assunto com atenção

Claramente, o primeiro passo é tomar a decisão de estudar online. O segundo é escolher exatamente o que estudar. Para Fernando Prado, que fez o Nanodegree Engenheiro de Machine Learning e hoje trabalha como cientista de dados, faz sentido começar por cursos gratuitos ou mais baratos sobre aquele tema antes de se comprometer de vez. "A própria Udacity oferece uma série de ótimos cursos abertos para começar", fala. "Não é uma decisão fácil e às vezes requer um investimento sério de tempo e dinheiro. Confirme se é o que você realmente quer."

Para André Costa, os arredores estavam claros: ele queria trabalhar com dados e programação. O nível de conhecimento, no entanto, ainda precisava evoluir, e ele complementou os estudos com um Nanodegree mais básico antes de voltar ao Nanodegree Analista de Dados. "Às vezes você erra mesmo e o nível do programa não está de acordo com seu momento. É importante tentar e achar um curso que esteja no seu nível e progredir a partir daí", aconselha.

Leia também: O perfil de quem trabalha com data science no Santander

Motive-se constantemente

Num curso online, não há sala de aula em que você precise estar às 8h da manhã. Se isso tem um lado muito bom (oferece flexibilidade e diferentes ritmos de aprendizado), por outro exige bastante disciplina. Afinal, você é ali seu próprio monitor – ninguém vai confiscar seu telefone ou chamar sua atenção se você parar de prestar atenção.

Por isso, a motivação é peça-chave para o aprendizado online. Para Nalu Tacini Feracioli, que foi Chief Financial Officer da Siemens no Brasil por uma década, ela veio de uma vontade de dar uma guinada na carreira. Isso carregava consigo a necessidade implícita de aprender algo totalmente novo.

"Abri um e-commerce mas não sabia nada sobre marketing digital. Fiz um MBA na área, mas senti que faltava muito para continuar com meu plano e dar início a um segundo projeto, que era prestar consultoria para pequenos negócios. Quando vi a propaganda da Udacity, sabia que esse curso mudaria minha vida", diz ela, que fez o Nanodegree Marketing Digital.

"Com o aprendizado baseado em projetos práticos, diferentemente de entender apenas a teoria, você pode aplicar o que está aprendendo enquanto estuda. Foi o que realmente fez a diferença na minha transição. Foi a chave que mudou minha carreira", continua.

Leia a jornada da aluna Bruna Karabachian: Faculdade de dia e Udacity de noite: por que escolhi estudar marketing digital

Encontre seu próprio ritmo (mas reserve tempo)

Para extrair o máximo desse tipo de aprendizado, é preciso também não só encontrar tempo, mas tornar o estudo parte essencial da sua rotina. Algo que você apenas "encaixa quando dá" pode rapidamente se tornar algo secundário e criar gargalos.

O jeito que Izabela Paulino, graduada do Nanodegree Engenheiro de Machine Learning, encontrou foi reservar tempo na agenda semanal. "Eu sempre tentava separar umas 3 ou 4 horas durante a semana para fazer o curso. Quando não conseguia, costumava compensar no final da semana", explica.

"Acredito que o ideal é separar o tempo de curso em partes menores para cada semana e fazer metas que sejam mais aderentes à minha rotina no momento. Acho também que, se as redes sociais estão me fazendo perder o foco, eu tiraria o celular de perto de mim no momento de estudar."

Rafael Sousa, que venceu o primeiro Demo Day do Nanodegree Startup Founder com a startup Oipeixe, dá dicas específicas de como criar um ambiente propício:

  • Escolha um local silencioso em que você se sinta à vontade. "Dê preferência aos ambientes onde você não será interrompido."
  • Faça uma lista ou organize as suas atividades em post-its com cores diferentes que indicam prioridade
  • Use a técnica de Pomodoro para organizar seus ciclos de estudo. "Após 4 ciclos de 25 minutos, você descansa 15 minutos e a cada ciclo de 25 minutos, você descansa 5 minutos", exemplifica
  • Adicione os prazos ao calendário do seu celular ou computador. "Coloque o alarme para uns dois dias antes do término do projeto ou curso para dar tempo de concluir a atividade.”

Para quem sente falta de interação, é possível buscar grupos, meet-ups e eventos daquela área de estudo, sejam eles online ou presenciais, explica Ronalson Vargas Mendes Filho, que fez o Nanodegree Desenvolvedor Web Front-End. No caso da Udacity, também é possível contar com o suporte de mentores e especialistas, canais de Slack, fóruns de discussão e, em alguns casos, grupos de WhatsApp.

Leia a jornada do aluno Pedro Piovan: Do Nanodegree Design Sprint até a aceleradora Y Combinator

Saiba que é sempre tempo de aprender

Em um mundo de mudanças aceleradas e constantes comparações entre indivíduos, não é incomum pensar que aprender algo novo é muito difícil. Há quem pense que determinado tema é para pessoas mais jovens, mais experientes, de exatas, de humanas, na faculdade ou no mestrado. Em suma, pessoas diferentes de quem está refletindo sobre aquela oportunidade.

Isso não poderia ser mais distante da verdade. Com a democratização do acesso à informação oferecida pela internet, é possível dar um passo de cada vez em praticamente qualquer direção – e o mercado é cada vez mais ligado ao que você sabe fazer hoje e menos ao que você fez no passado.

Para Alexandre Nogueira, que fez os programas Nanodegree Engenheiro de Carro Autônomo e Voo Autônomo, o estudo online preencheu uma brecha nova em seu cotidiano.

Profissional experiente que trabalha com desenvolvimento de sistemas, gerenciamento de projetos e novos negócios na Ericsson, ele percebeu que tinha tempo livre quando as filhas cresceram e a agenda se tornou menos atribulada. "Descobri que eu tinha muito tempo que eu não usava completamente. Então eu falei: bom, o que fazer com esse tempo? Acho que vou estudar de novo."

Saiba mais:

Sobre o autor
Udacity Brasil

A Udacity, conhecida como a "Universidade do Vale do Silício", é uma plataforma online e global que conecta educação e mercado para ensinar as habilidades do futuro – de data science e marketing digital à inteligência artificial e desenvolvimento. Hoje, há mais de 7 mil alunos ativos no país e 50 mil pelo mundo.