Que curso de web design é o certo? O que você precisa saber sobre a área para decidir

Udacity Brasil
1 de jun de 2018

Falar sobre web design é falar sobre uma área que está em constante evolução. Este artigo visa explicar o que é e o que faz um web designer, o que isso tem a ver com front­end, quais são as habilidades fundamentais para um web designer e oferecer diversas opções de cursos de web design, tanto presenciais quanto online, para quem deseja avançar na carreira.

Assista ao webinar: Carreira em Front-End: principais tendências

Por que desenvolvimento de sites importa

No mundo do Desenvolvimento de Software existem muitas vertentes, abordagens e linguagens. E nenhuma vertente é mais popular do que o desenvolvimento web – termo geral termo para descrever o desenvolvimento de sites –, capaz de universalizar informações em tempo real. É difícil exagerar o impacto que os sites tiveram na disseminação sem precedentes de conhecimento entre seres humanos.

Do ponto de vista corporativo, ferramentas de desenvolvimento web permitem às empresas que entrem em contato com milhões de internautas em todo o mundo, ampliando a gama de seus clientes em potencial. Isso as torna acessíveis para a população global e também dá a chance de se apresentarem da maneira que querem ser vistas, com uma plataforma que é construída de acordo com seus termos e que pode efetivamente comercializar os serviços ou produtos que elas oferecem.

Vale ressaltar que desenvolvimento de sites pode incluir qualquer coisa, desde amostragem de dados de um website, adição de funcionalidades como o contato com cliente, geração de conteúdo, segurança de rede, configuração de servidor de Web, desenvolvimento de comércio eletrônico e muito mais.

Muitos desenvolvedores de sites incorporam o design na criação de websites, enquanto outros apenas codificam. Não é preciso dizer que quanto melhor um site for, mais visitantes serão atraídos. Por este motivo, vale a pena concentrar atenções nos aspectos de web design.

Se você quer que seu negócio floresça, o desenvolvimento web é crucial. Desenvolver um site bem projetado e com aparência profissional significa colocar o pé na porta do mercado online e fornecer uma base para construir sua clientela.

E como criar um website? Nos anos 1990 estávamos atados ao HTML puro, com direito a alguns pequenos artifícios como GIFs animados bizarros e outras coisas pouco úteis quando comparadas com o cenário atual. Hoje em dia, as opções são muito mais sofisticadas.

Novas tecnologias foram surgindo, muitas delas sem um campo real para aplicação prática, e desaparecendo. Outras justificaram sua existência e garantiram alguma posição na "seleção natural" do desenvolvimento web. Atualmente, vivemos em uma era dourada onde o design de websites atingiu um nível bastante maduro e interessante.

O que é e o que faz um web designer?

Esta é uma pergunta bastante comum que muitos profissionais que criam websites já devem ter ouvido por aí. Outra é: o que web design tem a ver com front­-end, a parte do desenvolvimento com a qual o usuário interage?

Antes de responder essas perguntas, precisamos responder outra ainda: qual é a importância do web design em fazer um negócio ser rentável?

Quando se trata de destacar sua presença online, há várias coisas que você precisa levar em consideração, como sua estratégia de marketing online, que leva em conta o web design. Em poucas palavras, o ato de estabelecer sua presença online não termina simplesmente ao criar website para o seu negócio e/ou empresa.

A maioria dos sites bem-sucedidos conseguiram este sucesso através de seus esforços de marketing online, incorporando as táticas de SEO corretas e constantemente alimentando-o com os elementos certos.

Essa estratégia pode não fornecer resultados positivos instantâneos, mas no devido tempo, certamente fará progressos. Existem também inúmeros fatores que levam a uma boa presença online e maneiras de olhar para toda a posição do seu site.

A importância do web design para o negócio

Antes de continuar nesses detalhes, vamos nos concentrar primeiro em um dos elementos mais básicos que compõem sua identidade online: o design do seu website. Quão exatamente importante é isso?

O design do seu site pode fazer ou quebrar o negócio que você está tentando entregar. Na verdade, isso faz a diferença em como o público-alvo vê sua empresa ou empresa e, potencialmente, as transforma em seus clientes.

Assim, desenvolver um design de site que tenha uma interface de usuário impressionante resultará em uma taxa de conversão muito melhor, o que leva a melhores negócios e receita. Embora possa custar-lhe uma maior quantia de dinheiro, investir em um design de site pode gerar um lucro excepcional para o seu negócio.

Nesta era digital, a maioria das empresas já desenvolveu seus respectivos sites para se tornarem mais acessíveis para seus clientes. Com a ajuda do design do site, os proprietários de empresas podem criar um ambiente online amigável e de fácil uso, no qual os usuários podem obter informações úteis a qualquer hora do dia.

Além disso, quando você tem um site bem gerenciado, as pessoas podem confiar em você. Isso gera confiança e, quando os visitantes confiam, eles não têm dúvidas ao obter seus produtos e serviços. Na verdade, você terá um negócio próspero e lucrativo.

O que faz um web designer na prática?

Tendo isto posto, podemos voltar às perguntas anteriores: o que faz um webdesigner? O que web design tem a ver com front­end?

Web design engloba muitas habilidades e disciplinas diferentes na produção e manutenção de websites. As diferentes áreas de web design incluem:

  • Design gráfico web
  • Design de interface
  • Autoria, incluindo código padronizado e software proprietário
  • Design de experiência do usuário
  • Otimização de mecanismos de busca

É comum muitas pessoas estarem em equipes que trabalhem com diferentes aspectos do processo de design (embora alguns designers cubram todos eles). O termo web design é normalmente usado para descrever o processo de design relacionado ao design front-end (lado do cliente) de um site, incluindo a escrita de linguagem de marcação.

Espera-se que os designers da Web tenham uma percepção de usabilidade, que inclui a user interface (UI) e a user experience (UX). Saiba mais sobre essas diferenças aqui.)

O que é web design?

O profissional que estuda web design é então chamado de web designer, o responsável por projetar e desenhar web sites, blogs, sistemas e aplicativos web. Seu papel é criar a interface gráfica do site, onde ocorrerá toda interação do usuário.

Portanto, é importante que o web designer tenha em mente atributos como facilidade de uso do site e emoções que o design pode despertar no usuário. Desta forma seu design será mais eficiente – e pode-se comparar o designer a um artista.

O web designer deve ser capaz de produzir layouts para sites e blogs e banners para divulgação na internet. Deve ter conhecimento (ao menos básico) em linguagens de programação como: HTML, CSS, PHP e ASP.

A função do web designer não deve ser confundida com a do desenvolvedor web, que é responsável pela parte de programação, mas muitas vezes os designers também acabam tendo que colocar a mão na massa e escrever seus códigos. Veja mais funções aqui.

O que é e o que faz um web designer

O que web design tem a ver com front-end?

Por fim, nesta seção, temos a seguinte pergunta: o que web design tem a ver com front­end?

Este relato de Talita Pagani, uma programadora por formação que se tornou designer ao longo de sua carreira, dá uma boa ideia.

"Quando comecei como web designer — a pessoa que fazia do layout ao código, desenvolver sites também era uma atividade em que eu podia exercer criatividade e lógica em conjunto. Pensar em layouts que fossem atrativos mas também funcionais, layout imersivo e interatividade inovadora", escreve ela.

Ao longo do tempo, e na prática, ela desenvolveu conhecimentos de desenvolvimento front-end. "De modo geral, [é preciso ter] uma base bem fundamentada em conceitos", explica. "Para front-end, é importante entender bem de HTML, CSS e JavaScript. E o entender bem vai além de escrita de código: entender a semântica do HTML, especialmente sobre acessibilidade, compreender o box-model e as particularidades do CSS, os paradigmas de programação suportados no JavaScript, melhores práticas de desenvolvimento (design patterns) e performance."

Investir no estudo de fundamentos de computação – estrutura de dados, redes, sistemas operacionais e engenharia de software – também ajudam este profissional a entender o desenvolvimento de maneira mais ampla e solidificar sua base. "Isso tem uma mutabilidade muito menos frequente do que ferramentas. Se você sabe os conceitos, você consegue decidir a melhor ferramenta/framework para a sua necessidade", continua Talita.

Web designer, desenvolvedor web e web front-end: quais são as diferenças?

Em suma, qual a diferença entre um Web Designer e um Desenvolvedor Web (Web Developer)?

Essas são questões que podem levar um certo tempo para serem respondidas por quem não conhece a área. Abaixo, veja algumas diferenças claras:

Web Designer

Como o próprio nome já diz, o Web Designer é o responsável pelo design (visual) da aplicação web, seja ela um website, um CRM, um app mobile, etc. É interessante que o Web Designer possua habilidades com HTML, CSS e JavaScript, mas não é obrigatoriedade, uma vez que o Web Designer não precisará mexer com o código da aplicação.

O determinante mesmo para este profissional é dominar conceitos e tendências do design para web: conceitos de identidade visual, entendimento de padrões de cores, usabilidade (UX e UI), assim como, ferramentas de edição visual, e até mesmo edição de vídeo e criação de animações.

Entre as ferramentas mais conhecidas para Web Designers, podemos citar a dupla Photoshop e Illustrator. Para edição de vídeo e animações, há o Adobe After Effects, o Camtasia e entre outros.

Desenvolvedor web, desenvolvedor front-end e desenvolvedor back-end

Existem diversas possíveis subdivisões na carreira de um desenvolvedor web: mobile, game e fullstack developer (aquele capaz de trabalhar com front-end e back-end) são algumas delas.

As duas subdivisões mais famosas são:

  • Desenvolvedor Front-End
  • Desenvolvedor Back-End

Ambos são considerados desenvolvedores Web, mas é muito importante entender o papel, função e objetivos desses dois tipos de profissionais para que seja possível diferenciá-los.

Desenvolvedor Web Front-End

Responsável pela programação da parte frontal da aplicação web, por isso, recebe o nome de "front-end" (tradução literal é "lado da frente"). Basicamente, o desenvolvedor front-end é o responsável por transformar o design criado pelo Web Designer em código HTML e CSS, adicionando vida à página utilizando JavaScript:

  • Elementos como títulos, textos, fontes, imagens, vídeos e entre outros são adicionados com o HTML
  • Cores, estilos, efeitos e pequenas animações são adicionadas por regras de CSS
  • O comportamento da página, sliders, popups, validações e entre outras regras comportamentais são adicionadas via JavaScript, a linguagem de programação mais popular no universo do desenvolvimento front-end

Em outras palavras, quando uma aplicação web é visualmente atrativa, a "culpa" é do desenvolvedor front-end e do Web Designer.

O mercado para desenvolvedores front-end têm crescido de maneira exponencial nos últimos anos, portanto, conhecer apenas HTML, CSS e JavaScript não é mais suficiente.

Atualmente, existem diversos frameworks e bibliotecas que auxiliam o trabalho do Front-End Developer, entre elas, destaque para React, AngularJS, Node.js, jQuery, Laravel e Ionic, entre outras.

Você não precisa se desesperar e tentar aprender todas de uma vez só. Primeiro, preocupe-se em solidificar seus conhecimentos em HTML, CSS e JavaScript. Depois, conheça os frameworks e bibliotecas que irão de fato ajudar no seu trabalho, ou seja, não aprenda algo apenas por aprender ou porque é tendência no mercado front-end se aquilo não irá de fato lhe ajudar.

Dois em um: assista à aula introdutória do curso de CSS e curso HTML da Udacity, HTML e CSS Syntax

Habilidades fundamentais para um Web Designer

Se você está apenas começando como um web designer ou desenvolvedor da Web ou está procurando mudar de carreira e se tornar um profissional da Web, há uma lista de principais habilidades que você precisa dominar para ter sucesso nessa indústria.

A seguinte lista de habilidades técnicas traz algumas dessas áreas-chave do conhecimento que você deve trabalhar para adicionar ao seu repertório ao iniciar o caminho para se tornar um designer de website.

  • HTML
  • CSS
  • JavaScript e Ajax
  • PHP, ASP, Java, Perl, or C++
  • Suporte Mobile
  • SEO

Quanta coisa, não é? Vamos ao detalhamento de algumas delas.

Aprender HTML e CSS é essencial, pois são os principais blocos das páginas na web. São linguagens que com pouco esforço é possível compreender bastante. Seja você um desenvolvedor ou não, você precisa saber pelo menos como ler e entender o que está acontecendo por trás das páginas na internet. Dependendo do seu trabalho, conhecimentos avançados vão te ajudar mais do que imagina.

Abaixo temos um exemplo de código em HTML:

01 <!DOCTYPE html>
02 <html>
03 <head>
04     <meta charset="UTF-8"/>
05     <title>Document</title>
06 </head>
07 <body>
08     <!-- Conteúdo -->
09 </body>
10 </html>

Aqui temos um excelente exemplo de código-fonte CSS.

Designers e programadores de vários tipos acabam tendo que lidar com HTML e CSS de tempos em tempos. Outro elemento importante é o JavaScript, um elemento bastante interativo de um site. Desenvolvedores da Web devem se sentir confortáveis em JavaScript antes de aprender qualquer outro idioma, especialmente como ele interage com HTML e CSS para criar as três camadas de design da Web.

Web Designers não precisam aprender JavaScript, a menos que também estejam desenvolvendo o Front-End, e mesmo assim, uma compreensão básica do JavaScript costuma ser mais do que suficiente.

Além de JavaScript, PHP, ASP, Java, Perl e C++ também são importantes de se dominar quando se é um Web Designer. Aprender a programar páginas da web requer que você aprenda pelo menos uma ou duas linguagens de programação. Há muito mais opções do que as listadas acima, mas estas são algumas das mais populares.

O PHP é líder na web hoje, em parte porque é uma linguagem de código aberto que é adotada por uma comunidade forte. O número de recursos que você encontrará online para PHP será muito útil para você.

Claro que não é obrigatório que Web Designers aprendam uma linguagem de programação além de HTML – que é uma linguagem de marcação, não uma linguagem de programação pura –, mas isso ajuda bastante um profissional a se destacar.

Na Web de hoje, há uma variedade incrível de dispositivos e tamanhos de tela sendo usados. Para isso, os websites devem oferecer suporte a essa ampla gama de dispositivos de usuários com websites responsivos criados para esse mundo de vários dispositivos.

Baixe este checklist gratuito e descubra as principais habilidades de um desenvolvedor front-end

Outras habilidades: suporte mobile e SEO

Outros pontos importantes são Suporte Mobile e SEO.

Suporte Mobile tem a ver com uma palavra-chave: responsividade. Ser capaz de projetar sites com excelente aparência em vários tamanhos e dispositivos e ser capaz de escrever consultas de mídia para criar sites responsivos é fundamental para os profissionais da Web atualmente.

O celular vai além de sites responsivos. Se você puder desenvolver aplicativos móveis, especialmente aqueles que fazem interface com sites, você será muito atraente em um mundo cada vez mais centrado em dispositivos móveis.

Um Web Designer também deve ter um bom conhecimento sobre Search Engine Optimization (SEO). A otimização de mecanismos de pesquisa, ou SEO, é útil para qualquer pessoa que esteja construindo sites.

Há uma série de fatores que afetam a classificação de um site nos mecanismos de pesquisa, desde o conteúdo deste site, seus links de entrada, sua velocidade de download e desempenho, além de sua compatibilidade com dispositivos móveis.

Um web designer deve ter todos esses fatores em mente e saber também usá-los para tornar um site mais atraente não só para usuários como para os mecanismos de busca, o que os tornará mais localizáveis.

Tanto Web Designers quanto os Desenvolvedores Web terão um currículo mais desejável se souberem pelo menos os fundamentos do SEO. Mesmo se a aplicação hardcore dessa habilidade for deixada para os profissionais de marketing, ter este conhecimento acrescenta bastante em seu currículo.

Curso de Web Design

Muito foi falado até aqui sobre Web Design, desde o que este termo significa e o que um Web Designer faz até suas competências exatas. Com essas informações em mãos, é possível fazer um comparativo sobre as diversas opções de curso de Web Design que existem por aí.

Curso de web design online

Programas Nanodegree

Fundada em 2011 para democratizar o acesso à educação de ponta, a Udacity tem diversas parcerias com líderes da indústria, como Google, Facebook e GitHub, para criar seus cursos online.

Quando se trata de curso de web design, há alguns programas Nanodegree (que contam com aprendizado por projetos e feedback individualizado) interessantes:

Introdução à Programação

Nível: iniciante

Ao longo de 3 meses, aprenda fundamentos de programação de maneira estruturada e crie suas primeiras linhas de código e saia sabendo como utilizar com HTML, CSS, Python e APIs. Não é preciso ter nenhuma experiência anterior. Saiba mais sobre esse curso de programação.

Fundamentos Web Front-End

Nível: iniciante

Ao longo de 2 meses, aprenda os fundamentos de web design e a construir interfaces web responsivas, escaláveis e com foco na boa performance. Este curso foi feito em parceria com Google, GitHub e Hack Reactor. Saiba mais sobre esse curso de front-end.

Web Front-End Avançado

Nível: intermediário

O objetivo deste curso de web design é capacitar alunos que querem atuar profissionalmente como desenvolvedores front-end. Ao longo de 4 meses, aprenda habilidades avançadas de JavaScript e seus frameworks, faça integrações com APIs e como utilizar a biblioteca React em seus projetos. Saiba mais sobre esse curso de front-end avançado.

Curso de web design gratuitos

A Udacity também oferece cursos abertos e que abordam tópicos específicos – muitos deles feitos em parceria com o Google.

Introdução a JavaScript

Nível: iniciante

Aprenda os fundamentos de JavaScript, a linguagem de programação mais conhecida no desenvolvimento web. Este curso aberto será seu primeiro passo em direção a uma nova carreira com o programa Nanodegree Fundamentos Web Front-End. Saiba mais sobre esse curso de JavaScript.

Você sabe o que é um JSON? Assista à aula introdutória do curso JavaScript da Udacity

Introdução ao HTML e CSS

Nível: iniciante

Neste curso de web design introdutório, você vai aprender a converter modelos de design digitais em páginas estáticas. Vamos ensiná-lo como abordar um layout de página, como quebrar um modelo em elementos de página, e como implementar isso ao programar em HTML e CSS.

Você também vai aprender sobre técnicas de design responsivo, que são cada vez mais importantes em um mundo onde os dispositivos móveis e telas de TV são cada vez mais utilizados para procurar informação e entretenimento. Saiba mais sobre esse curso de HTML e CSS.

Dynamic Web Applications with Sinatra

Nível: intermediário

Aprenda a construir aplicações web com o Sinatra, um micro-framework de desenvolvimento web elegante e acessível para Ruby. Saiba mais sobre esse curso de aplicações web.

Offline Web Applications

Nível: intermediário

Este curso de web design é focado diretamente na experiência do usuário e procura mostrar aos desenvolvedores como a metodologia offline é a melhor maneira de garantir que os aplicativos tenham o melhor desempenho em todos os cenários. Saiba mais sobre esse curso de aplicações web offline.

JavaScript Promises

Nível: intermediário

Aprenda a lidar de modo assíncrono com facilidade! Neste curso, você usará Promises de JavaScript nativas para escrever um código assíncrono que seja fácil de ler, fácil de escrever e fácil de depurar. Saiba mais sobre esse curso de Promises.

Fundamentos do Design Responsivo para a Web

Nível: intermediário

Neste curso de web design responsivo, você vai aprender os fundamentos com Pete LePage, do Google. Você vai criar sua própria página web responsiva que funciona bem em qualquer dispositivo - telefone, tablet, desktop ou qualquer outro. Saiba mais sobre esse curso de design responsivo.

Building High Conversion Web Forms

Nível: intermediário

Neste curso, você aprenderá as melhores práticas para formulários modernos, conforme ensinado por Ido Green, do Google, e Cameron Pittman, da Udacity. Você vai praticar suas habilidades ao longo do caminho com alguns projetos auto-direcionados, incluindo um checkout de e-commerce e um aplicativo planejador de eventos. Saiba mais sobre esse curso de formulários.

Web Accessibility

Nível: avançado

Neste curso de web design acessível, você terá experiência prática para tornar os aplicativos da Web acessíveis. Você entenderá quando e por que os usuários precisam de acessibilidade. Em seguida, você mergulhará no "como": fazer uma página funcionar corretamente com leitores de tela e gerenciar o foco de entrada (por exemplo, o destaque que você vê ao navegar por um formulário). Saiba mais sobre esse curso de acessibilidade.

Client-Server Communication

Nível: avançado

Este curso irá guiá-lo através de como um cliente se comunica com um servidor. Você aprenderá sobre o ciclo de solicitação e resposta do HTTP, acessará os cabeçalhos e verbos HTTP, distinguirá os recursos HTTP/1 dos recursos HTTP/2, tudo isso enquanto experimenta a importância da segurança, explorando os detalhes do HTTPS. Saiba mais sobre esse curso aqui.

Curso de web design presencial: Mastertech

Imersivo Desenvolvimento Front-end

Neste curso você aprenderá, em quatro semanas, a base de front-end web, e irá conhecer as principais ferramentas e linguagens para criar seu próprio projeto, como HTML5, CSS3, JavaScript, SASS, dentre outros.

Programação Para Não Programadores

Nesse workshop você aprenderá um pouco sobre Computação, desde suas origens até seu primeiro site e aplicativo. Dentre outras coisas, você aprenderá quais são as dificuldades de se programar, como começar um projeto digital, ferramentas de wireframe e estruturação de HTML/CSS, dentre outros tópicos.

UX Design Imersivo

Este curso de UX presencial conta com conceitos de UX e Design Thinking. Aprenda sobre pesquisa com usuário, prototipação, frameworks, arquitetura de informação e muito mais.

Leia também: