30 de mai de 2018

HQ Trivia: entenda este jogo online que premia seus usuários com milhares de dólares

Udacity Brasil

Você se lembra do “Show do Milhão” que passava no SBT? Agora imagine se ele tivesse menos perguntas, prêmios mais modestos e fosse jogado por milhões de pessoas ao mesmo tempo. De maneira resumida, esse é o HQ Trivia.

O app HQ Trivia é um jogo de perguntas e respostas que dura 15 minutos. Mas não é um joguinho qualquer: as sessões de perguntas acontecem ao mesmo tempo no mundo todo, em horários marcados – às 16h e 22h no horário de Brasília, em dias de semana, e às 22h no fim de semana – e todo mundo que estiver online naquele momento pode participar.

Conforme o game progride, as perguntas vão ficando mais difíceis. Quem erra uma pergunta já está eliminado e só pode assistir. No final, todos os usuários que responderem corretamente a todas as doze perguntas ganham um prêmio em dinheiro. Veja como é:

No quiz do dia, o prêmio do HQ Trivia era de 2 mil dólares: não se deixe enganar pela facilidade das perguntas iniciais

No começo, o app dava prêmios de cerca de 100 dólares dividos entre os jogadores. Não era muito, mas já empolgava considerando a conveniência de jogar pelo celular e ganhar dinheiro de verdade. Nos últimos tempos, o jogo começou a fazer parcerias com outras marcas, como Warner Bros. e Nike, e já oferece prêmios de até 250 mil dólares, uma fortuna de fato.

Segundo a revista Time, o aplicativo já havia distribuído mais de 1,2 milhão de dólares em prêmios entre outubro de 2017 e abril de 2018, antes mesmo de anunciar essas parcerias. Esse valor foi distribuído entre as 216 sessões e houve quem saiu pulando de alegria por ter levado 11 dólares.

As comemorações de jogadores de HQ Trivia: prêmios "normais" vão de 1 a 50 dólares

E a comparação com o “Show do Milhão” também é válida por outro motivo: as sessões de perguntas e respostas do HQ Trivia são realizadas ao vivo, com um apresentador lendo as perguntas e anunciando as respostas certas. Participar delas é como estar, ao mesmo tempo, no palco e na platéia de um programa desse tipo.

Como surgiu o HQ Trivia

As origens do HQ Trivia são mais próximas do que você imagina. Por acaso você se lembra do Vine, aquele aplicativo de vídeos de até seis segundos que foi comprado (e eventualmente fechado) pelo Twitter? Pois bem, Rus Yusupov e Colin Kroll, dois dos criadores do Vine, fizeram o HQ Trivia logo em seguida.

Em entrevista ao TechCrunch, eles contaram que cresceram assistindo a programas como “Jeopardy” e “Wheel of Fortune”, as versões estadunidenses do “Show do Milhão” e da “Roda da Fortuna”, basicamente. A ideia era tentar reproduzir a sensação de assistir a esses programas, mas dando a eles um aspecto mais participativo.

Se você já viu um programa desse tipo, deve ter pensado em algum momento: “Poxa, se eu estivesse lá eu saberia responder!”. Com o HQ Trivia, os dois pretendiam tornar isso possível. “A gente queria criar algo que as pessoas pudessem jogar com seus amigos e com sua família”, contou Yusupov.

Esse projeto foi suficientemente interessante para atrair investimentos. Mais especificamente, investimentos de Jeremy Liew, que fez um aporte de alguns milhões de dólares no aplicativo logo em seus primeiros dias (os dois co-criadores não compartilharam exatamente quanto dinheiro foi investido).

O que atraiu Liew foi a maneira inovadora como o aplicativo tratava o vídeo ao vivo. “Realmente acreditamos na capacidade técnica e de design de Rus e Liew, e em sua visão ampla de que um vídeo mobile pode ser muito mais interativo do que simplesmente enviar coraçõezinhos”, disse Liew, em uma alfinetada a plataformas de streaming ao vivo como o Periscope e o Facebook Live.

Leia: Afinal, o que é startup? Entenda esse tipo de organização

De onde vem o dinheiro do HQ Trivia?

Apesar de ser um sucesso de usuários, nem tudo são flores para o popular aplicativo de perguntas e respostas. Como poderia se imaginar, realizar ao vivo um jogo com milhões de pessoas pela internet é uma tarefa extremamente exigente do ponto de vista técnico – e o app nem sempre está à altura do desafio.

Por isso, em alguns momentos, cabe aos apresentadores do HQ Trivia “enrolar” os usuários enquanto a próxima questão é carregada. E alguns usuários têm que passar pela experiência exasperante de responder corretamente a uma pergunta e não ter a resposta registrada pelo app.

Por outro lado, uma notícia rara no mundo online: o app não tem um modelo de negócios baseado em propagandas. Ou seja, não é mostrando anúncios aos jogadores que o HQ Trivia ganha dinheiro: são as parcerias com marcas que criam fontes de receita.

Cofundador e anfitrião do HQ Trivia falam sobre o sucesso do app na TV americana

E como muitas startups do Vale do Silício, o app depende de investimentos de venture capital. Nesse ponto também surgem problemas. Em fevereiro deste ano, o aplicativo chegou a valer mais de US$ 100 milhões com a ajuda do investidor e empreendedor Peter Thiel.

Em poucas linhas, Thiel é um dos fundadores do PayPal, autor do bestseller Zero a Um e investidor-anjo por trás de diversas grandes empresas (incluindo Facebook), o que o tornou uma das maiores celebridades do Vale do Silício.

É também uma figura polêmica: tem opiniões políticas controversas, uma empresa que vende análise dados para o governo e ficou conhecido fora do universo de tecnologia por financiar uma “onda" de processos que acabou levando o site Gawker à falência e dividiu juristas americanos. Tudo isso fez com que o dinheiro de Thiel gerasse a campanha “deleteHQ”.

E o problema não é só ele. Segundo uma reportagem do Recode, o valor do app só não foi maior por conta do par de fundadores por trás dele. O site aponta que a dupla foi acusada de comportamentos inadequados em seus outros empregos quando se trata de gestão de pessoas, especialmente funcionárias.

Por esse motivo – o critério "equipe" é de suma importância para investidores –, ainda há dúvidas que pairam sobre o futuro do HQ Trivia. Ao menos por enquanto, no entanto, a maior parte do usuários parece estar disposta a dar-lhe uma chance. Afinal, por que não gastar alguns minutos se divertindo no celular em troca de um punhado de dólares?

Leia também:

Sobre o autor
Udacity Brasil

A Udacity, conhecida como a "Universidade do Vale do Silício", é uma plataforma online e global que conecta educação e mercado para ensinar as habilidades do futuro – de data science e marketing digital à inteligência artificial e desenvolvimento. Hoje, há mais de 7 mil alunos ativos no país e 50 mil pelo mundo.