15 de ago de 2018

Qual o perfil do profissional de marketing digital no Gympass? O CMO global responde!

Udacity Brasil

Com uma rede de mais de 18 mil academias em 1,2 mil cidades brasileiras, o Gympass é hoje um termo facilmente reconhecido entre muitas pessoas que aderiram ao plano oferecido como benefício pelas empresas em que trabalham.

Com a expansão constante, torna-se constante também a expansão do marketing da empresa. "Nos últimos dois anos, o mix do time mudou bastante e hoje temos 70% com atuação em marketing digital", fala Claudio Franco, CMO global.

Para ilustrar a importância da área, ele explica uma estratégia decisiva empregada no início das operações da empresa, que surgiu em 2012 e se valia principalmente de eventos, ações de relações públicas e cold calls. Houve um momento, no entanto, em que seguir esse caminho passou a limitar o crescimento e o alcance da empresa.

A solução foi renovar a maneira de prospectar negócios, que incluiu crescimento de awareness através de mídia paga, uma régua de comunicação que se espalhava por e-mails, social selling, redes sociais e telefonemas e a nutrição automática de leads. A "máquina" resultante passou a captar leads com mais previsibilidade, escalabilidade e eficiência – e permitiu a eventual expansão para quinze países.

Assista ao webinar: Marketing digital: o case Netflix

As áreas do marketing digital

Hoje o marketing digital do Gympass se divide em três grandes partes: marca & comunicação, growth e marketing de performance. As últimas duas estão em maior demanda em todas as regiões em que a empresa está presente: EUA, Europa e América Latina.

No dia a dia, os profissionais trabalham tanto na atração de novos parceiros (academias e estúdios) quanto na atração de empresas-clientes e usuários em si (que precisam encontrar a atividade física que querem praticar). Para tanto, utilizam bastante a análise de dados.

"O profissional de marketing digital tem um viés mais analítico: está sempre em busca de dados para validar as suas ideias e avaliar o resultado do seu trabalho, além de pensar em como escalar a todo momento", resume Franco. "Isso é essencial para negócios digitais, que têm um ritmo de crescimento mais acelerado e demandam soluções que funcionem para 100 ou 1 milhão de pessoas, sem aumentar o custo de operação proporcionalmente."

O perfil do profissional de marketing digital

Num campo bastante dinâmico, em que novidades surgem constantemente, Franco destaca a importância de se atualizar em relação às ferramentas, mídias e táticas utilizadas pelo mercado.

"O profissional não pode parar de se atualizar ou rapidamente ficará ultrapassado. Cursos rápidos, ministrados por profissionais com experiência de mercado, são ideais. Se um curso dura um ano, por exemplo, é provável que o conteúdo já esteja defasado ao final", aconselha.

E é importante também saber aplicar o aprendizado na prática. Só no Gympass há mais de 20 ferramentas de marketing digital no stack cotidiano, incluindo HubSpot, Unbounce, Intercom, Google AdWords, LinkedIn Ad Manager e Facebook Ads Manager, e ter certificação ou experiência prática com algumas delas "é um fator decisivo na contratação".

Para Franco, no entanto, o profissional que realmente avança é aquele que encontrou a motivação apropriada e entende como gosta de aprender (sozinho ou em grupo, online ou offline, ao vivo ou no próprio ritmo?). Ao unir essas duas pontas, tudo fica mais fácil.

"Quando você alinha a sua carreira com propósito, aprende mais rápido. E à medida que está envolvido com o que gosta de fazer diariamente, encontra aquela dose extra de motivação para seguir em frente", conclui.

Leia também: O que faz a diretora global de marketing & growth da Cabify

Sobre o autor
Udacity Brasil

A Udacity, conhecida como a "Universidade do Vale do Silício", é uma plataforma online e global que conecta educação e mercado para ensinar as habilidades do futuro – de data science e marketing digital à inteligência artificial e desenvolvimento. Hoje, há mais de 7 mil alunos ativos no país e 50 mil pelo mundo.